top of page
  • Ana Paula Mota

Continente africano na rota de circulação internacional do Coletivo Justina

Pela primeira vez, um grupo de teatro de Goiás se apresenta no continente africano

Takaiuna apresenta Dr. Raimundo - espetáculo infantil que trata sobre inclusão


Aprovado no edital Circula Goiás da Lei Paulo Gustavo, a circulação prevê apresentações dos espetáculos “Dr. Raimundo” e “1888”, além da oficina “Dramaturgias Emergentes”. Chile e Equador também são países que recebem o Coletivo


O Coletivo Justina vai circular no mês de maio pelo Continente Africano e pela América Latina no segundo semestre: em setembro, no Chile, e em novembro, no Equador. Esta circulação e intercâmbio internacional integram o projeto “Dr. Raimundo mundo afora”. Em cada país visitado serão realizadas apresentações teatrais e oficinas de dramaturgias emergentes, mediadas pela dramaturga Takaiúna.


O primeiro país a receber o grupo será Guiné-Bissau, na África Ocidental, entre 4 e 13 de maio. Fundado em 2016, o Coletivo Justina tem como característica a articulação com grupos e instituições de base comunitária, como a Rede Cultura Viva Comunitária do Equador e Chile e os Centros Culturais da África. O projeto tem apoio da Lei Paulo Gustavo.


Neste período em África, o grupo vai oferecer três dias de oficina ministrada pela atriz e dramaturga Takaiuna (de 04 a 06/05, na capital Bissau, no Ur-GENTE - Centro de Artes Cénicas Transdisciplinar), uma apresentação do espetáculo infantil “Dr. Raimundo” (dia 07/05, em escola de jardim de infância da localidade) e duas apresentações do espetáculo adulto “1888” (dia 10/05 no Espaço Ur-Gente e dia 13/05 na cidade de Cacheu, no Memorial da Escravatura e do Tráfico Negreiro). O dia 13 de maio alude à Abolição da Escravatura no Brasil. 


Segundo Pablo Lopes, gestor cultural do Coletivo Justina, é a primeira vez que um grupo de teatro do estado de Goiás estabelece laços com países do continente africano, visitando e promovendo esse tipo de intercâmbio entre as estéticas políticas criadas nesses territórios irmãos. Sobre esse retorno à raízes históricas também brasileiras, Pablo comenta: “Além das trocas simbólicas, essa circulação também possibilita um reencontro com os laços históricos que conectam essas duas nações por meio dos seus teatros de origem”.


O Coletivo Justina - ancestralidade, comunitário e arte


Fundado em 2016, com sede em Aparecida de Goiânia/Goiás e sendo reconhecido como Ponto de Cultura, o Coletivo Justina tem como característica a articulação com grupos e instituições com atuação de base comunitária, além da prática estético-política da experimentação. Principalmente aquela que cabe em vários segmentos artístico-culturais, como o artesanato, teatro, audiovisual, literatura e performances, que são algumas das dinâmicas onde o criar coletivamente se coloca.



Ur. Gente O projeto Ur-GENTE, Centro de Artes Cénicas Transdisciplinar de Bissau está enquadrado na ação PROCULTURA, financiada pela União Europeia, gerida e cofinanciada pelo Camões I.P., estando em curso até 2024 e envolvendo três países e uma rede de quatro organizações: da Guiné-Bissau, a ONGD VIDA e o GTO – Grupo de Teatro do Oprimido; de Cabo Verde, a ALAIM – Academia Livre de Artes Integradas do Mindelo; e de Portugal, a Companhia de Música Teatral. 


O projeto tem como génese à sua criação, a escuta polifónica e dinâmica do território onde se sedia – a Guiné-Bissau – tendo como centro a(s) comunidade(s), nas suas dimensões sociais, políticas, económicas, culturais e artísticas. Pretende contribuir para aumentar o grau de profissionalização através da implementação de uma ação integrada e sustentada no domínio das artes e da cultura na Guiné-Bissau. 



Os espetáculos


Dr. Raimundo (infantil)

Co-produzido com o Teatro Ludos, o espetáculo Dr Raimundo, traz para a cena a narrativa de um menino que sofre por ser diferente das outras crianças. Durante todo o espetáculo as situações experienciadas pela personagem nos levam a refletir sobre a aceitação da diversidade e a importância de respeitar as diferenças.


Raimundo é um menino diferente das outras crianças, por isso ninguém quer brincar com ele. Não tem amigos na escola e nem na rua onde mora. Sem ter ninguém para conversar, criou para si uma terra maravilhosa, chamada Tatipirum. Nesse lugar cheio de encantos, nos leva a conhecer outros meninos iguais a ele, a princesa Takaiúna e alguns mitos da cultura popular brasileira.


Espetáculo 1888 (adulto)

“1888” é o resultado da formação realizada pela atriz brasileira Takaiúna em parceria com a dramaturga e diretora boliviana Claudia Eid Asbún, em 2022. Uma coprodução do Coletivo Justina (BRA) com El Masticadero (Bolívia). Na obra, as pesquisadoras buscaram uma escrita que pudesse cruzar as memórias da atriz afro-brasileira com a experiência de ser uma mulher preta na América Latina, como em uma trança.


Justina é a personagem desse monólogo, que vive no Brasil, no ano de 1888. As questões apresentadas em cena reconhecem a permanência dos rastros da estrutura escravocrata a que são submetidos os corpos de mulheres pretas na América Latina. Elas enfrentam violências físicas, psicológicas, simbólicas e o constante apagamento de suas memórias ancestrais. Dentre esses esquecimentos forçados, a desvalorização dos conhecimentos de ervas e rezas é um deles.


Mulheres que curam vivem hoje em todo território latino-americano. Porém, essa temática tem encontrado pouco ou quase nenhum espaço nas dramaturgias e encenações latino-americanas. Justina é uma personagem que liga esses elementos ao seu corpo de mulher preta e curandeira. Com suas ervas busca a cura de si, das gerações passadas e das futuras.


PROGRAMAÇÃO

Datas:


04 a 06/5 - Oficina de Dramaturgias Emergentes

Local: Cidade de Bissau (Capital de Guiné-Bissau) - Ur-GENTE - Centro de Artes Cénicas Transdisciplinar (https://urgentebissau.com/)


07/5 - Espetáculo teatral infantil “Dr Raimundo”

Local: Cidade de Bissau (Capital de Guiné-Bissau) - escola de jardim de infância


10/5 - Espetáculo teatral “1888”

Local: Cidade de Bissau (Capital de Guiné-Bissau) - Ur-GENTE - Centro de Artes Cénicas Transdisciplinar (https://urgentebissau.com/)


13/5 - Espetáculo teatral “1888” (dia da abolição da escravatura no Brasil)

Local: Cidade de Cacheu/Guiné-Bissau - Memorial da Escravatura e do Tráfico Negreiro


7 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page